Perguntas frequentes

Como faço para ser um(a) voluntário(a)?


Qualquer pessoa pode ser voluntária no Projeto (a)mar! Não precisa ter experiência na área, mas é necessário ter comprometimento, ética, honestidade, disposição e amor pela causa. Temos diversas áreas onde o voluntariado é bem vindo: -Atividades de campo (monitoramentos ambientais e coleta de dados de pesquisa); -Educação ambiental -Interação com pescadores e comunidades costeiras -Atividades de escritório -Ações de limpeza de praias, rios, mangues e outros ambientes -Promoção da cultura e valorização artística -Desenvolvimento humano e empoderamento socioeconômico -Divulgação e Mobilizações Nosso Programa de Voluntariado não tem tempo mínimo de permanência, você pode ser voluntário(a) em uma ação pontual ou em atividades contínuas do projeto. Junte-se à nossa rede de voluntários contribuindo com seu tempo, talento e inspire outros a fazerem o mesmo. Se você estiver interessado em fazer parte do time de voluntários do Projeto (a)mar, por gentileza, envie-nos seus dados (nome, cidade, e-mail, telefone), informando qual(is) área(s) de atuação deseja participar, e uma breve descrição das suas habilidades. Retornaremos seu contato assim que possível. Contate-nos: -Pelo Chat do site, -Redes socias @projeto.amar.ba -Whatsapp ou telefone: (73)998122850 -E-mail projeto.amar.ba@gmail.com




Quero fazer estágio, o que é preciso?


O Programa de Estágio tem o objetivo de contribuir na formação de estudantes de diversas áreas (principalmente ciências da vida), exercendo papel fundamental no desenvolvimento e qualificação de jovens profissionais, através do conhecimento, pesquisa, conservação e envolvimento humano. Para realizar estágio no Projeto (a)mar, é necessário estar matriculado(a) a uma instituição de ensino, em período de estágio curricular obrigatório vinculado ao programa pedagógico do curso. O candito à vaga de estágio pode participar dos processos seletivos lançados pela instituição, ou submeter sua proposta de estágio ao Comitê de Avaliação e Acompanhamento de Estágio do Projeto (a)mar relatando seu interesse no desenvolvimento de Trabalho de Conclusão de Curso junto à nossa instituição. (Contate através do email: projeto.amar.ba@gmail.com e em assunto escreva "Ao Comitê de Avaliação e Acompanhamento de Estágio"). *O Comitê de Avaliação e Acompanhamento de Estágio do Projeto (a)mar tem a função de avaliar e selecionar os candidatos à(s) vaga(s) de estágio, bem como acompanhar o desenvolvimento e progresso dos(as) estagiários(as) selecionados e emitir o certificado de conclusão de estágio, para aqueles que o concluírem com êxito.




Como apoiar o Projeto (a)mar?


Formas de apoio: -contribuição financeira -contribuição com materiais -prestação de serviços -comprando produtos da instituição - e de parceiros que revertem % das suas vendas -contratando nossos serviços -parcerias -voluntariado -participando das atividades -divulgando a instituição e suas ações -informando ocorrências de ninhos de tartarugas e de animais marinhos debilitados ou mortos -financiando ações, eventos e projetos da instituição -cooperação científica -denuncioando irregularidades socioambientais Tem uma ideia legal? Vamos conversar! Contate-nos: -pelo chat do site -redes sociais @projeto.amar.ba -whatsapp e telefone: (73)998122850 -e-mail: projeto.amar.ba@gmail.com Atenção: na LOJA on line você pode comprar produtos, adotar um ninho, realizar doações pontuais ou mensais e contratar serviços do Projeto (a)mar.




Quando vai ter nascimento de tartaruguinhas?


Os nascimentos de tartarugas marinhas no sul da Bahia geralmente ocorrem entre os meses de dezembro à abril. Devido a situação da pandemia do COVID-19, ainda não temos previsão das atividades de conscientização ambiental com soltura de filhotes. As informações sobre as desovas e nascimentos são divulgadas nas redes socias @projeto.amar.ba e sempre que possível realizamos lives para que nossos seguidores acompanhem ao vivo a ida delas para o mar. Os membros do Clube Amigos do Mar recebem as imagens e informações em primeira mão >> ENTRE PRO CLUBE<< Temos o Programa Adote um Ninho - adoção simbólica de ninhos de tartaugas monitorados pelo Projeto (a)mar, cujo padrinho/madrinha recebe informações e fotos do ninho adotado, e a depender da categoria de adoção, poderá acompanhar a vistoria do ninho e liberação* de filhotes junto com a equipe técnica do projeto, respeitando os procedimentos de segurança (uso de máscaras e distânciamento social). >>MAIS DETALHES AQUI<< *Obs: os nascimentos ocorrem naturalmente na natureza e os filhotes seguem para o mar, mas é comum que alguns filhotes fiquem para trás e não consigam sair sozinhos do ninho, sendo salvos pela equipe do projeto. Durante a vistoria do ninho alguns padrinhos acompanham a liberação desses filhotes.




O que fazer se encontrar um ninho ou filhote de tartaruga marinha?


Sinalize o local com algo que encontre na praia (galhos, palhas, côcos, etc). Faça fotos e vídeos de todos os ângulos possíveis - isso ajuda muito! - e envie para equipe do Projeto (a)mar pelo WhatsApp (73)998122850. Informe: a praia, ponto de referência, como chegar, o município, se possível registre as coordenadas pelo Google Maps ou outro aplicativo de GPS. Atenção: -Se você sabe que no lugar onde viu o ninho é comum o consumo de ovos de tartaruga, por favor apague o rastro (depois do registro fotográfico), mesmo antes da nossa equipe chegar! -Nunca leve o filhote pra casa! o lugar dele é na praia! Ao encontrar um ou mais filhotes de tartaruga marinha comunique imediatamente a equipe técnica do Projeto (a)mar para avaliarmos a situação e passarmos as orientações adequadas. A atitude certa salva vidas! Saiba o que fazer e compartilhe para que mais pessoas tenham acesso a informação! Obrigada por acionar o Projeto (a)mar! É um gesto nobre e demosntra amor pela natureza! As informações enviadas são muito importantes pra o monitoramento e pesquia da biodiversidade costeira e marinha do sul da Bahia! Ao nos informar os dados solicitados você está sendo um cidadão cientista!




O que fazer se encontrar um animal marinho morto ou debilitado?


Ao encontrar um animal marinho morto ou debilitado acione imediatamente a equipe técnica do Projeto (a)mar e forneça o máximo de informações sobre o animal e o local onde ele está. Contate: 73-998122853 Informe: -o tipo de animal (tartaruga, ave, golfinho, baleia, etc); -tamanho (dê referência. ex: menor que um pneu); -se está vivo ou morto -se vivo: ferido? sangrando? -se vivo: está alerta ou quieto? -se você viu perturbações que podem ter causado o encalhe* do animal; -característica do local (ex: mar, praia de areia reta, praia de tombo, coral, pedras, mangue, etc); -como chegar (acesso mais fácil/perto por carro caso seja necessário transportá-lo); -mantenha distância do animal - isole a área pra evitar que outras pessoas se aproximem; -se for uma tartaruga ou golfinho mantenha-o úmido** e na sombra se possível (coloque um sombreiro ou palhas à uma distância em que a sombra chegue no animal); -tire fotos e vídeos de vários ângulos e envie pra o projeto (a)mar (via whatsapp, e-mail, redes sociais ou pelo site); -registre as coordenadas do local (pelo google maps ou outro aplicativo de GPS) e nos envie. -se possível aguarde a equipe do projeto ou parceiros chegarem ao local para avaliação e procedimentos necessários. NUNCA: -alimente o animal; -toque ou pegue (sem receber primeiro as instruções de especialistas); -não devolva-o pro mar: se ele estiver debilitado e voltar pro mar poderá morrer; -se for um pinguim JAMAIS coloque-o no gelo ou na geladeira! se fizer isso ele vai morrer; -se for um lobo marinho - ou similar - JAMAIS se aproxime, toque ou retire-o do lugar!!! pode ser perigoso para você e o contato com humanos pode condendar a vida dele! A atitude certa salva vidas! Saiba o que fazer e compartilhe para que mais pessoas tenham acesso a informação! Obrigada por acionar o Projeto (a)mar! É um gesto nobre e demosntra amor pela natureza! As informações enviadas são muito importantes pra o monitoramento e pesquia da biodiversidade costeira e marinha do sul da Bahia! Ao nos informar os dados solicitados você está sendo um cidadão cientista! OBS: *encalhe = situação em que animais marinhos chegam à praia e não estão em condições saudáveis de retorno ao mar, ou já estão mortos. **após orientação da equipe de acordo com a situação, coloque um pano úmido cobrindo o máximo do corpo do animal DEIXANDO o(s) ORIFÍCIO(S) RESPIRATÓRIO(S) LIVRES.